quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Nada que uma boa cuspida não resolva – Garantiu a cervejada

bebida-embaixo-da-saia

Três pessoas estão dentro de um mercadinho, aparentemente um casal e a filha, e resolvem furtar algumas mercadorias. Sabem como é, final de ano, tudo muito caro, pouco dinheiro no bolso, muita propaganda despertando o lado consumista que todos tem…a tentação foi muito grande, então a velha senhora, vestindo uma saia muito comprida,  resolve fazer a aquisição de forma indevida de uma caixa de bebidas. E para isso, simplesmente enfia um fardo com 24 latinhas embaixo da saia e sai andando como se nada tivesse acontecido. Aonde exatamente a caixa de bebidas ficou armazenada é uma incógnita. A sorte da loja é que, ao que parece, no estabelecimento não estavam à venda geladeiras, fogões, sofás ou camas, do contrário, a pobre senhora teria enfiado embaixo da saia qualquer um desses objetos e levado sem nenhum problema. Isso é uma lição para quem não entende o poder de um “rabo de saia”.

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Cara não dispensa nem a mãe no kuduro !

Cara doidão não dispensa nem a mãe no kuduro,até o cachorrinho entrou na dança!

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

China em 20 anos - Veja a diferença

shanghai-china

Shanghai - 1990

shanghai-china (1)

Shanghai – 2010

Isso acontece na China porque eles se preocupam mais com a melhoria coletiva através do trabalho do que com a cerveja do fim de semana. Quando pararem para se divertir, realmente terão o que comemorar!

Enquanto isso no Brasil…

sexta-feira-002

…a  preocupação é que o feriado ou a sexta-feira chegue logo!
Depois ainda reclamam dos politicos!

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Pérolas do RH


 

Respostas reais dadas por candidatos a emprego, extraídas da Revista Exame.

Entrevistador - Você tem algum e-mail para contato?

Candidato - Sim, anota ai: gostosinha_da_zonaleste@hotmail.com

Entrevistador - Como você está na questão das línguas estrangeiras?

Candidato - Tenho português básico.

Entrevistador - Qual curso universitário você deseja fazer?

Candidato - Ah, to pensando em Nutricionismo, Letras ou Engenharia.

Entrevistador - Então, você está construindo um networking?

Candidato - Veja bem, eu não sou engenheiro, sou administrador.

Entrevistador - Como você administra a pressão?

Candidato - Ah, tranqüilo. 11 por 7, no máximo 12 por 8.

Entrevistador - Manter sempre o foco é muito importante. E me parece que você tem alguns lapsos de concentração.

Candidato - O senhor poderia repetir a pergunta?

Entrevistador - Como você se sente trabalhando em equipe?

Candidato - Bom, desde que não tenha gente dando palpite, me sinto muito bem.

Entrevistador - Como você se definiria em termos de flexibilidade?

Candidato - Ah, eu faço academia. Sou capaz de encostar o cotovelo na nuca.

Entrevistador - Nós somos uma empresa que nunca pára de perseguir objetivos.

Candidato - Que ótimo. E já conseguiram prender algum?

Entrevistador - Vejo que você demonstra uma tendência para discordar.

Candidato - Muito pelo contrário..

Entrevistador - Em sua opinião, quais seriam os atributos de um bom líder?

Candidato - Ah, são várias coisas. Mas a principal é ter liderança.

Entrevistador - Noto que você não mencionou a sua idade aqui no currículo.

Candidato - É que eu uso óculos, e isso me faz parecer mais velho.

Entrevistador - E qual é a sua idade?

Candidato - Com óculos ou sem óculos?

Entrevistador - Quais seriam seus pontos fracos?

Candidato - Ah, é o joelho. Até tive de parar de jogar futebol.

Entrevistador - Há alguma pergunta que você queria me fazer?

Candidato - Eu parei meu carro lá na rua. Será que eu vou ser multado?

Entrevistador - Por que, dentre tantos candidatos, nós deveríamos contratá-lo?

Candidato - Eu pensei que responder a isto fosse seu trabalho.

Entrevistador - Como você pode contribuir para melhorar nosso ambiente de trabalho?

Candidato - Bem, eu começaria trocando a recepcionista, que é muito feia.

Entrevistador - Várias pessoas que se sentaram aí nessa mesma cadeira hoje são gerentes.

Candidato - Puxa, o fabricante da cadeira vai ficar muito feliz em saber disso.

Entrevistador - Quando digo 'Sucesso', qual a primeira palavra que lhe vem à mente?

Candidato - Pode ser duas palavras?

Entrevistador - Pode.

Candidato - Milho. Nário.

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

E a velha doença chamada hipocrisia!

Vegetarianos.
Entre vários grupos que hoje existem no mundo que lutam e apóiam uma causa ridícula, um deles é a causa vegetariana, e uma coisa que esse grupo e os outros tem em comum é a arrogância, adotam um estilo de vida baseado em conceitos superficiais e acham que são as pessoas mais “fodas” do mundo!
Ora, comer vegetais e ter uma vida saudável é óbvio que faz bem para todos, entretanto comer ou não carne não faz de ninguém melhor ou pior que o outro, como pensam muitos vegetarianos hipócritas que habitam este mundo, pois bem, além da carne mais de 70 produtos diferentes tem como base o gado!
Ah! Você não sabia? Claro que não, pois nunca deve ter estudado o assunto, abraçou a causa porque ela é uma modinha e pessoas que não se aprofundam em nada abraçam todas as modinhas que aparecem.
Pois é, as pessoas condenam e apontam o dedo para aqueles que consomem carne bovina e os condena pela morte dos pobres boizinhos, porém não sabem que os seus cremes faciais vem do boi, o rojão que soltam quando seu time faz gol vem do boi, e entre outras coisas que tem como matéria-prima material orgânico bovino.
É lamentável a falta de conhecimento das pessoas sobre as próprias “causas” que defendem, e só adotam umas dessas causas absurdas para defender não porque é nobre, mas usam o pretexto de nobreza para se sentir melhor em relação as outras pessoas, evidenciando a sua carência por atenção e afeto!
É fácil falar que defende isso ou aquilo, o difícil é saber o que está defendendo e conseguir cumprir todas as regras de uma causa, apesar que quando se descobre que essas causas inúteis não tem base sólida nos verdadeiros valores humanos, as pessoas de bom senso deixam de defende-la!
Bom, já que realmente uma pessoa quer ser o defensor(a) dos animais, não seja hipócrita! E se tem peito para isso quero ver viver sem os produtos citados na imagem abaixo:

nao-click_vegetariano_iludido

sábado, 17 de setembro de 2011

Jesus Fodão!

GZUIS

Amor e fraternidade o caraleo tem que descer o cacete nesses nazi mesmo, agora sim!

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Namastê! O Templo Karni Mata – Os Ratos são deuses


Em Deshnok, há cerca de 30 km de Bikaner no norte da Índia, existe um grande templo
dedicado a Karni Mata, uma deusa que viveu no século XIV e que ficou conhecida pelos
milagres que realizou em vida e por isso foi considerada como a reencarnação da Deusa
Durga, a Deusa do poder e da vitória para os hindus. Ela viveu nessa região da Índia
durante 150 anos e depois de sua morte o Marajá Ganga Singh mandou construir um
enorme templo com portões de prata, cavernas trabalhadas em mármores brancos e uma
suntuosa cúpula de ouro no topo para adorá-la. Mas não é a arquitetura que faz deste templo
um lugar inusitado e sim os ratos. Assim como as vacas, os ratos também são considerados
sagrados para os hindus e neste templo eles são adorados como deuses. Mais de 200 mil
ratos vivem livremente no templo e são visitados por milhões de fiéis de toda a Índia há muitos
anos. De acordo com o folclore local, a Karni Mata ressuscitou milagrosamente uma criança
que estava muito doente e a partir daquele dia ela anunciou que ninguém de sua tribo cairia
de novo nas mãos do Deus Yama (o Deus da Morte) e que quando morressem habitariam
temporariamente o corpo de um rato, antes que fossem reencarnados novamente na tribo.
Já outra lenda diz que os ratos representam os membros da família da Karni Mata
reencarnados e que a Deusa especialmente está reencarnada em um rato branco, único
dessa cor em todo o templo. Os hindus passam o dia inteiro dentro do templo procurando e
rezando em buracos e ninhos para encontrar o tal rato branco, que uma vez visto, traz muita
sorte. E realmente não é uma tarefa fácil encontrá-lo no meio de milhares de ratos que
transitam livremente pelo grandioso templo.
Curiosidades. Ou seriam mistérios?
O interessante é que os ratos nunca ultrapassaram os limites do Templo, apesar de os
portões ficarem sempre abertos. Dentro do templo eles transitam livremente, são
alimentados com sementes e cereais e tocados e adorados pelos fiéis. Além disso,
nenhuma doença comum a ratos foi encontrada dentro do Templo e segundo o fiel hindu
e autor do site da Karni Mata, Mr. M. D. Charan, não se sabe ao certo como os ratos se
reproduzem porque nunca foi visto antes nenhuma ninhada do animal dentro do templo,
nenhuma rata fêmea grávida e muito menos filhotes. Segundo ele, os ratos têm tamanhos
muito similares e os que estão menores são os mais velhos.
Normalmente uma rata pare em vida mais de 90 filhotes e segundo Charan, desde da
existência do Templo o número de ratos se mantém estável, em torno de 200 mil animais.